Momentos de fé, esperança e caridade

Querido(a) leitor(a), o Seminário Sagrado Coração de Jesus, comunidade de teologia em Belo Horizonte – MG, se reuniu nesse final de semana para realizar o retiro espiritual. Esse especial momento ocorreu na Casa de Oração de nossa diocese e teve como pregador o Padre Devanil Soares, Reitor da comunidade de Filosofia e Propedêutico em Teófilo Otoni – MG, Seminário Bom Pastor.

Foi um tempo de muita paz e bênção, pois devido à Pandemia do Covid-19, desde março a comunidade não se reunia presencialmente. Deste modo, amado leitor, o retiro proporcionou um momento de oração, de convivência e de celebrar o dom da vida.

A Igreja sempre nos convida a prepararmos antes de celebrar ocasiões fortes da vida da comunidade. Como uma paróquia que, antes de celebrar a festa de seu padroeiro realiza uma novena em preparação, também o Seminário realiza esses momentos de acordo com os passos que os seminaristas vão realizando em sua formação em direção à Ordenação Presbiteral.

Nesse tempo da configuração, existem etapas necessárias para vivermos bem todo esse processo vocacional. A primeira etapa é a Admissão às Ordens Sacras, ou como era conhecida Admissão às Ordens Menores. É o momento em que vocacionado expressa publicamente sua vontade de se doar a Deus e à Igreja e também à Diocese confirma o candidato no caminho vocacional, confiando-lhe mais responsabilidades. Nessa etapa, temos três seminaristas: Gerismar Oliveira, Thales Matheus, Weslei Gomes, seminaristas do 1º ano da Configuração (Estudos Teológicos).

Admitidos, os seminaristas estão aptos para serem candidatos ao ministério: Leitor e Acólito. O tempo do leitorato é um momento muito rico no qual o seminarista tem como ministério a leitura da Palavra de Deus na assembleia litúrgica e de maneira muito especial carrega a missão de instruir na fé crianças e adultos para receberem os sacramentos. Nessa etapa temos os seminaristas Gerson Teixeira, Iago Oliveira e Matheus Aguilar, seminaristas do 2º ano da Configuração (Estudos Teológicos).

O tempo do acolitato é o momento no qual o seminarista se dedica ao serviço da ação litúrgica auxiliando os ministros ordenados. Dentre as suas funções, ele é o responsável pelo missal, a cruz nas ações litúrgicas e de expor e repor a Sagrada Eucaristia para a adoração pública dos fiéis. Também tem a missão de realizar visita aos enfermos. Temos nessa etapa os seminaristas: Hugo Leal, Igor Neves, Ivo Rodrigues, Warley Alves, seminaristas do 3º ano da Configuração (Estudos Teológicos).

Amado(a) leitor(a), todo esse caminho percorrido pelos seminaristas demonstra o cuidado que a Igreja tem para com a nossa formação e, consequentemente, nosso preparo para o serviço humilde e digno a todo o Povo de Deus, razão fundamental de nossa escolha. O retiro é esse coroamento em um ano tribulado, no qual nos foi proporcionado um encontro pessoal e comunitário. É uma síntese de nossa caminhada, um “pegar fôlego” para prosseguir na viagem.

Nesse retiro, os seminaristas da teologia tiveram a oportunidade de realizar comunhão com os seminaristas da filosofia e propedêutico carregando assim a alegria da unidade na fé, na caridade, na missão desse caminho vocacional e a esperança num futuro no qual todos, unidos pela fé e pelo serviço, formaremos um único presbitério, em torno do nosso Pastor diocesano.

Leitor(a) amigo(a), continue rezando por nós, os seminaristas da diocese de Teófilo Otoni, para que possamos a cada dia dar um sim de amor à nossa vocação, a exemplo de Maria Santíssima, nossa mãe e Mãe de Deus. Reze por nosso Bispo Dom Messias dos Reis Silveira e por todos os Padres e Diáconos para que continuem exercendo um ministério de paz e amor. E não esqueçamos de pedir ao Senhor da Messe para que envie mais operários.

Nesse elo de amor, na fé, estamos todos unidos em oração.

Por Hugo Damião Leal,

Seminarista do 3° ano de Teologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Fale conosco