Igreja Diocesana recebe com pesar a morte de Padre Giovanni Lisa

No dia em que a Igreja celebra a paixão e morte do nosso Senhor Jesus Cristo, a diocese amanheceu com a notícia do falecimento de padre Giovanni Lisa, sacerdote italiano da diocese de Alba que nos anos 70 veio em missão para nossa diocese de Teófilo Otoni.

Na Páscoa de 1977, padre Giovanni chegava na diocese de Teófilo Otoni e iniciava uma intensa caminhada evangelizadora, na efervescência da teologia da libertação a partir do Concílio Vaticano II, forjou a caminhada com os empobrecidos da cidade de Teófilo Otoni e do Vale do Mucuri. Juntamente com jovens e lideranças comunitárias, ele apoiou as lutas populares e de moradia.

Em 1984 com alguns jovens é criada a Associação Aprender Produzir Juntos (APJ), que tinha o objetivo de acolher crianças e jovens que se encontravam em situação de exclusão econômica, social, cultural e política. Assim iniciou-se o maior projeto de formação de jovens do Vale do Mucuri, que formou profissionalmente centenas de jovens.

Nos últimos anos, por causa da saúde, padre Giovanni se afastou das atividades pastorais e sociais.

O legado de Padre Giovanni é algo imensurável, que jamais poderá ser medido, porque a transformação, a mudança social, o resgate da dignidade de um povo pobre e sofredor não cabe em palavras, isso é o Reino de Deus acontecendo no nosso meio.

A toda diocese resta apenas a gratidão a Deus por ter tido o privilégio de caminhar nesta terra na mesma época de um homem, sacerdote do povo chamado Padre Giovanni Lisa.

A todos os familiares e amigos recebam as condolências e pesar. Todos perdemos hoje a presença física de Padre Giovanni, mas ganhamos um grande intercessor da luta popular e democrática.  

O corpo de Padre Giovanni será velado nesta sexta na parte da tarde entre 12:00 horas às 18:00 horas na Capela São Vicente (Próximo ao Santuário Bom Jesus) e após às 18:00 horas será velado na Igreja Nossa Senhora dos Pobres. A cerimônia das exéquias será dia 16/04/2022 às 10:00 horas e o sepultamento em seguida, no cemitério do Pindorama.

Por: Assessoria de Comunicação

Humberto Alencar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat