Dom Messias ordena 4 novos diáconos

Neste sábado dia 02 de maio na catedral Imaculada Conceição em Teófilo Otoni, aconteceu a ordenação diaconal dos Seminaristas Filipe, Flávio, José Maria e Ramon. A cerimonia foi presidida por Dom Messias e contou com a presença de alguns familiares, seminaristas e padres da diocese.

Por causa da Pandemia, a cerimonia foi restrita, mas teve a transmissão simultânea pela página do facebook e do you tube da diocese, tendo um alcance de cerca de 6 mil pessoas em toda diocese e fora dela.

“…Neste dia tão especial quero lhes fazer um pedido: Cuidem do dom que hoje Deus lhes concede. Esse dom é grande e precioso. Vocês são escolhidos por Jesus para serem servidores. A primeira missão do diácono é servir. O diaconato é o cerne do sacerdócio.  O que é o cerne? Nós sabemos. É aquela parte dura que está dentro da árvore. É a parte que corresponde ao centro. É a essência de algo, ou de alguém. Então a partir do serviço sintonizados em Cristo vocês devem viver um sacerdócio firme, no meio da sociedade vacilante….”

Dom Messias presidiu a celebração e todos os ritos litúrgicos e canônicos foram realizados, assim os jovens seminaristas agora são os novos diáconos. E durante sua homilia, refletiu sobre a missão vocacional do diácono e como em tempos difíceis, deve-se permanecer firmes na fé.

Ao final da celebração os novos diáconos agradeceram a todos que ajudaram na caminhada vocacional até neste momento, e se colocaram a serviço no ministério diaconal.

Homilia Diaconato

Temos rezado pedindo vocações. Hoje é dia de colher. Estas são as primeiras ordenações que realizo em nossa diocese de Teófilo Otoni. Estou feliz por ordená-los diáconos. Certamente a felicidade de vocês  também é grande. Eu desejo muito que esta alegria esteja em toda nossa diocese. Era nosso desejo que esta celebração fosse participada por muitas pessoas. Mas, não é porque estamos poucos que esta deixa de ser uma celebração solene. Este é um momento profundo de encontro com Cristo que os chamou pessoalmente e Ele, nesta tarde, está olhando com profundo amor para cada de vocês. A partir de hoje vocês passam a fazer parte do clero de nossa diocese. Acredito  que todos os padres mesmo não podendo estar aqui os  acolhem  com muita alegria. Essa é como a alegria da família que vê nascer um filho e se alegra com a sua chegada. Sejam bem-vindos ao Clero de nossa diocese.

Parece um pouco estranho celebrar um momento tão solene com poucas pessoas. Mas quero lhes dizer que é preciso viver com mística o que Deus prepara para nós. Eu  já celebrei 40 ordenações. É a primeira vez que celebro com poucas pessoas. Sei que  Deus preparou este momento e quis que acontecesse assim. Talvez seja uma oportunidade de aprender a celebrar com olhar voltado, não para o externo, não com a preocupação de quem nos vê, mas com olhos fixos em Cristo que no sacramento da ordem  configura os seus escolhidos  a Ele, a partir de uma unção interior.

Temos alguns  testemunhos de sacerdotes que foram ordenados sem a participação de pessoas. Algumas  circunstâncias  obrigaram a isso. São João Paulo II é um destes casos. Recordemos que as primeiras ordenações acontecidas no mundo não tiveram convidados. Estavam apenas Jesus e os apóstolos. A partir daquelas ordenações o Evangelho se espalhou por todo mundo com a graça do Espírito Santo.  Ser ordenado assim com poucas pessoas é, conforme disse o professor de um de vocês: “É um gesto profundamente místico e profético. Certamente Cristo nos ensina algo com tudo isso que está acontecendo.

A ordenação é um fato marcante. Eu recordo como comecei a exercer o meu ministério. Eu sabia: agora posso abençoar. Não aparecia ninguém para pedir uma bênção. No dia seguinte  dia, `a minha ordenação, fui a pé visitar minha avó. Encontrei um senhor doente pelo caminho. Ele me pediu uma oração. Eu queria mesmo era abençoar. Perguntei se ele queria uma bênção. Ele disse que sim. Ali, na beira da estrada, dei a minha primeira bênção. Estava inaugurado o meu ministério diaconal.

Neste dia tão especial quero lhes fazer um pedido: Cuidem do dom que hoje Deus lhes concede. Esse dom é grande e precioso. Vocês são escolhidos por Jesus para serem servidores. A primeira missão do diácono é servir. O diaconato é o cerne do sacerdócio.  O que é o cerne? Nós sabemos. É aquela parte dura que está dentro da árvore. É a parte que corresponde ao centro. É a essência de algo, ou de alguém. Então a partir do serviço sintonizados em Cristo vocês devem viver um sacerdócio firme, no meio da sociedade vacilante. Busquem a essência que lhes dá sustentação. Nossa essência é Cristo. Deus lhes conceda a  graça da alegria no serviço a partir de Cristo.   Na sociedade  existe muita areia. São as coisas que não dão sustentação aos bons propósitos. Construir sobre a areia é não ter segurança. É preciso buscar a rocha firme e se realizar em Jesus. Já vi muita gente se perder, muitos sacerdotes se foram porque colocaram suas raízes na fama, na mídia, nos prazeres, no poder, no dinheiro e não tiveram a humildade de pedir socorro quando necessário. Não entraram pelo caminho da conversão,  por isso embora tivessem começado bem, terminaram mal. O importante não é só começar bem, mas terminar bem.

Hoje cada um de vocês  sentem, dentro de si, a leveza de alguém que é chamado, que  responde sim e  sente-se acolhido por Cristo e  por sua Igreja. Mas, recordemos das palavras de Cristo. Se alguém quiser me seguir  renuncie-se a si mesmo, tome sua cruz todos os dias e me siga. Haverá momentos em que vocês vão estar sozinhos na cruz, ou com a cruz. Vale lembrar que na cruz a multidão não está presente. Nas horas mais difíceis da vida a multidão foge. No calvário somente a mãe, a irmã de sua mãe e o discípulo amado permaneceram ao lado da cruz. É sempre bom quando uma pessoa amada aparece nas nossas horas difíceis. Rezo para que não lhes falte a solidariedade humana e o amor de Nossa Senhora.

Recordemos as palavras santas aqui hoje proclamadas. A primeira leitura falou da escolha dos primeiros diáconos. Curiosamente ali também não tinha uma grande multidão. As qualidades dos escolhidos são inspiradoras para o nosso projeto de vida. Eram  homens cheios de fé e do Espírito Santo. Sete homens foram escolhidos e apresentados aos Apóstolos que oraram e impuseram as mãos sobre eles.

No Salmo 39 recordamos alegria do serviço. Eis que venho oh Deus para fazer com prazer a vossa vontade. Estar a serviço fazendo a vontade de Deus alegra o coração. Vocês farão as promessas da obediência. A pessoa obediente é aquela que serve sem ficar resmungando. Reclamações e resmungos, não são sinais de obediência.

Vocês farão a promessa do celibato. Mais do que nunca no mundo de hoje é preciso que o celibato seja um testemunho no meio da sociedade. As pessoas esperam um bom exemplo dos seus ministros. A vivência do celibato e da castidade é um testemunho sacerdotal para o povo de Deus.

Como é bonita a satisfação de Jesus em servir. O Evangelho que foi proclamado nós o conhecemos bem. Ele é proclamado na Missa da Ceia do Senhor, na Quinta feira Santa. Jesus lava os pés dos Apóstolos. O lavar os pés era gesto de acolhida. O viajante era acolhido na casa e logo vinha o escravo  com uma bacia e água para lavar-lhe os pés. Jesus se torna o servidor dos Apóstolos para que eles sejam servos das pessoas. O serviço é a grande marca do ministério diaconal. É preciso encontrar prazer no serviço.

A bacia de Jesus é a bacia da acolhida, do serviço, da purificação, do compromisso. Colocar os pés na bacia de Jesus é se comprometer em estar a serviço e sentir-se acolhido e amado por Ele.

Durante a formação Cristo lhes lavou os pés muitas vezes. Ele os serviu e continuará servindo. Agora é hora de servir com as mãos, com os pés e com o coração de Cristo. Nossa Igreja Diocesana tem grande esperança no serviço pastoral e amoroso de vocês.

Louvado seja Deus pelo caminho vocacional que vocês fizeram até aqui. Chegou o dia em Deus vai tornar mais fecundo e profundo o viver de vocês e da Igreja. A Virgem Imaculada Conceição, nossa padroeira diocesana, os acompanhe com seu amor maternal.

Dom Messias

Por: Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Fale conosco