Conheça o Diácono Ramon Julio Vilaça

Para curar os corações feridos (Is 61, 1d).

Sou Diác. Ramon Julio Vilaça, natural da cidade de Mantena – MG, mas sempre vivi no interior do Espírito Santo, numa cidade chamada Alto Rio Novo. Sou filho de Marinêuza Beatriz Vilaça e Jurandi José Vilaça, tenho dois irmãos mais velhos, Bruno Carlos Vilaça e Deleon José Vilaça.

Pois bem, entrei no seminário aos 18 anos, na Congregação dos Missionários Combonianos, fiquei na congregação por 6 anos. Foi um período lindo e difícil da minha vida. Não me arrependo do vivido junto a Congregação.

Estudei minha filosofia junto aos Combonianos na cidade de Curitiba – PR – recebendo assim o título de licenciado em Filosofia. Já meus estudos Teológicos foram feitos, boa parte deles, no Instituto de Filosofia e Teologia da Arquidiocese de Vitória no Espírito Santo, logo depois o transferi para o Instituto Santo Tomás de Aquino em BH. Onde também recebi o título de pós graduado em Teologia presbiteral.

Acabo de terminar minha especialização em Espiritualidade – Direção e Orientação Espiritual, ECOE – na faculdade dos jesuítas em BH (FAJE). Cursei também, alguns períodos de Psicologia em Governador Valadares, pela UNIVALE. Pretendo retornar ao curso assim que possível.

Após terminar meus estudos filosóficos e teológicos, fui enviado a Paróquia Santa Rita de Cassia em Malacacheta – MG e a Paróquia Nossa Senhora da Glória em Franciscópolis – MG, onde exerci todo meu ministério diaconal. Tem sido um tempo muito bonito, mesmo diante desse tempo difícil de Pandemia.

A pedido de Dom Messias, meu bispo, trabalhei junto a pastoral vocacional da diocese de Teófilo Otoni até março deste ano, onde desempenhei a função de Promotor Vocacional da Diocese. Visto também que todo meu trabalho de conclusão de curso na teologia foi área da formação dos novos presbíteros, no Brasil e no mundo.

Chego ao ministério presbiteral com uma alegria bonita e espero de coração realizar o que Deus quer de mim junto ao povo de Deus. Espero que UNIDOS possamos fazer uma caminha regada de muita fé e esperança!

Vejo que hoje, enquanto Padre, preciso sempre me fundamentar, buscar me aprofundar naquilo que o mundo contemporâneo pede. Em meio a esse tempo sofrido e por vezes sem forma, cabe a Igreja ser e cumprir seu papel salvífico no mundo. Nossa sociedade anda gritando por orientação, e acredito que a ESPIRITUAL, tem sido seu grito mais acentuado. E o Padre deve ser sempre essa presença, essa força.

Portando, meu desejo é poder ajudar as pessoas e levá-las a Deus, ser um Bom Pastor, tendo sempre Cristo como referência.

Com o coração agradecido sei que depois de tantas lutas e dificuldades, alegrias e tristezas, viverei minha diaconia e meus presbiterato com amor, com respeito e com dignidade.

Conto com o amor que nunca me faltou até aqui…

Diác. Ramon Julio Vilaça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Fale conosco